Carta de Despedida - SONU 2013


               Faz exatos 15 dias que declarei encerrada a SONU 2013. Naquele instante, as emoções eram tantas, eram um alívio e uma satisfação pelo dever cumprido misturados a um saudosismo e a um desejo de quero mais.

A SONU entrou na minha vida (ou eu entrei na SONU, nunca sei ao certo) em 2009, no meu primeiro ano de Faculdade. Participei de um comitê sui generis, o Sistema de Monitoramento de Tratados de Direitos Humanos das Nações Unidas. Neste ano, tive contato com algumas das pessoas que me fizeram começar a entender o que é esse amor que a SONU desperta em nós organizadores. Trata-se de um apego, uma sensação de pertencimento que muitos dos organizadores ainda nutrem pelo projeto. Entre essas pessoas, destaco o Rahym Costa e a Soraya Fonteneles, Secretária Geral de 2009.

Após participar uma vez mais em 2010, em 2011, tornei-me diretora do Tribunal Arbitral da Organização Mundial do Comércio, a Corte daquele ano. Thales Veras era o Secretário Geral, Paulo Victor Santana e Soraya Fonteneles nossos Secretários Acadêmicos. Tive pela primeira vez uma noção do trabalho que é organizar uma simulação, junto com os amigos de diretoria Roberto Josino, Naiara Frota, Catherine Mota, Bruno Saraiva e Thais Leo. No domingo da SONU, dia das ouvidorias, profeticamente, a Thais Leo disse que eu deveria ser Secretária Geral da SONU. Nunca esqueci aquelas palavras, tampouco pensei que viriam a se concretizar em pouco mais de um ano.

Em 2012, pude ter uma visão macro da SONU, desta vez como Secretária Administrativa. Que loucura ser responsável por organizar tudo aquilo. Éramos dez, Zara Radge (ou Zana Radge segundo o Diário do Nordeste) como Secretária Geral, Sávia Erma como Finanças, Thales Veras e Thais Leo como Acadêmicos, Jader Figueiredo, Felipe Daminelli, além de mim, como Administrativos, Yohanna Pinheiro, Isabel Filgueiras e Elaine Quinderé como Comunicação. Foi muito trabalho, muita noite mal dormida, muito estresse, mas muita amizade, muito companheirismo, muito amor mesmo. Tornaram-se amigos para uma vida, de verdade.

Chegamos à SONU 2013, e a surpresa de ser Secretária Geral veio com a parceria de dez pessoas, nove pela primeira vez como Secretários. Jader Figueiredo como Vice, Ricardo Maia como Finanças, Juliana Felix, Hugo William e William Lessa como Acadêmicos, Cecilia Pontes e Thiago Parente como Administrativos, Thamires Oliveira, Camila Magalhães e Diego Sombra como Comunicação. A primeira reunião foi em 16 de setembro de 2012, a SONU estava enorme. Seriam 9 comitês, 38 diretores, 12 editores, uma expectativa de 258 participantes, um mundo construído para 4 dias. Paralelo à SONU uma gama de outras atividades, um novo emprego, uma monografia para escrever, uma mudança para organizar, problemas de saúde para lidar. Ufa, que ano! Foi lindo, foi perfeito. Agradeço a todo o conhecimento adquirido, as novas experiências vividas, às amizades que espero que perdurem. 

Além disso, agradeço aos participantes, por confiar e apostar neste projeto, por sua dedicação ao representar um Estado ou uma organização internacional, por sua animação mesmo depois de um dia inteiro de discussões. Não canso de dizer que vocês são o principal motivo de a SONU existir.

Agradeço aos ex-secretários da SONU, por toda a sabedoria transmitida, pela amizade e por estarem sempre presentes, sejam como testemunhas (Manuela Caldas, Igor Moreira e Igor Carvalho), como participantes (Thales Veras, Felipe Felix, Yohanna Pinheiro), como palestrantes ministrando nossos minicursos (Ana Luisa Demoraes, Najara Sena, Elaine Quinderé e Felipe Felix) ou como conselheiros (Zara Radge, Thais Leo, Soraya Fonteneles).

Neste ensejo, agradeço ao Professor José Maurício Vieira Filho e ao Mestrando Steffen Pabst, por terem ministrado, respectivamente, a Oficina da SONU na VIII Semana do Direito da UFC e o Minicurso Die europäische krise - Ein Blick aus Deutschland. 

Aos secretários da SONU 2013, por todas as horas de trabalho dedicadas à SONU, pela organização, paciência, liderança, amizade, caronas e treinamentos aos domingos.

Aos meus queridos diretores, experientes e estreantes, pelo trabalho duro (são guias, regras, treinamentos, manuais, anexos, crises...), pelas horas de alegria e emoção, pelos abraços, pelo apoio, pela dedicação, pelo amor demonstrado, pelos elogios. Vocês são a cara da SONU e, pelos elogios que recebemos nas ouvidorias, representaram muito bem este papel. Felipe Daminelli e Sabrina Cochrane, muito obrigada por deixar que a SONU 2013 fosse o palco da despedida de vocês desse projeto tão amado. Foi uma honra tê-los a meu lado durante este ano. Podem ter certeza, suas lágrimas foram as minhas lágrimas naquele encerramento.

Aos editores, nossos diretores do Comitê de Imprensa Internacional. Sei que devo mil desculpas por não ter tido um contato mais próximo com vocês durante a SONU, mas tenham a certeza da estima e valor que tenho pelo trabalho por vocês desenvolvido. Vocês conduzem um de nossos comitês mais tradicionais, mais complexos, com o maior número de participantes. O CII é, como sabiamente diz a Camila Magalhães, uma simulação dentro da SONU. Vocês e seus participantes são os primeiros que chegam, os últimos que saem, os que não conseguem ir às festas para fechar uma edição, os que viram as noites trabalhando para a SONU, os que mais sofrem quando nossa internet cai, enfim, vocês fazem um trabalho simplesmente incrível durante os 4 dias de evento. Espero que esta experiência tenha proporcionado o crescimento profissional que vocês almejam e que nosso projeto tenha se tornado parte de suas vidas.

Por fim, agradeço ao Secretariado 2014, pela competência demonstrada em 2013 e por aquietar este coração que vos fala, pois sei que a SONU está em ótimas mãos e não vejo a hora de vislumbrar todas as novidades que vocês nos apresentarão para esta edição de dez anos.

Assim, com lágrimas nos olhos, mas com muito alegria, encerro as atividades da IX SONU.

E que venha a SONU 2014!!!

Camila Aquino - Secretária Geral SONU 2013